Tratamento de Varizes

Saiba que existem intervenções não cirúrgicas para o tratamento de varizes que demonstram ser bastante atenuadoras deste incómodo, doloroso e pouco estético problema.

O que são as varizes?

As varizes são uma patologia vascular englobada no grupo das doenças crónicas venosas. Manifestam-se através de vasos sanguíneos venosos dilatados na zona superficial da pele, o que os torna visíveis a olho nu.

São mais comuns na zona das pernas e dos pés por serem zonas cuja circulação sanguínea se pode processar com maior dificuldade devido à própria gravidade.

Apesar de serem uma doença que tende a manifestar-se com o passar dos anos e o avançar da idade, a propensão genética para problemas do foro vascular, bem como o estilo de vida e de profissão de cada pessoa, podem acelerar o seu aparecimento.

As varizes podem ser de vários tamanhos dependendo do tamanho do vaso afetado e do grau de severidade da própria condição vascular:

  • Varizes pequenas que dão um tom azulado ao vaso afetado
  • Varizes que podem dilatar ao ponto de formar saliências na própria pele.

O problema das varizes afeta cerca de 25% da população portuguesa. As mulheres são o grupo com maior incidência da patologia. A gravidez, devido às alterações hormonais que provoca no organismo, pode ser um factor percursor do surgimento das varizes.

São um risco sério para a saúde?

Apesar de frequentemente desprezadas, as varizes podem representar um risco para a saúde. Podem provocar dores, infeções ou até mesmo embolias, para além dos sintomas incómodos e inestéticos: úlceras nas pernas, hiperpigmentações, eczemas venosos, fibroses, entre outros.

O risco para a saúde depende da gravidade dos sintomas, no entanto, tende a aumentar com o passar do tempo e a evolução do quadro clínico das varizes.

Tratamento de Varizes

Procedimentos para o tratamento de varizes

O tratamento de varizes  deve ser sempre realizado por técnicos credenciados em angiologia ou cirurgia
vascular.  Os procedimentos não cirúrgicos, mais eficazes para o tratamento desta patologia são: escleroterapia, terapia de laser e radiofrequência.

A escleroterapia é uma técnica que consiste na injeção de um líquido que consuma a eliminação do vaso afetado. Esta intervenção destrói a variz através de luz de laser. A radiofrequência consiste na emissão de ondas de rádio que visam a destruição do vaso. A cirurgia prevê a realização de uma incisão para remoção da veia.

Nenhum destes métodos é empiricamente preferencial face ao outro. O paciente de ser sempre e regularmente examinado por um especialista. A administração de alguns medicamentos e o uso de meias elásticas pode ajudar no tratamento das varizes. Contudo, estas são soluções utilizadas, também, numa ótica de prevenção.

A prevenção das varizes

Embora o tratamento de varizes seja relativamente fácil e praticamente isento de complicações para a saúde, a sua prevenção é uma forma de não ter de recorrer aos mesmos e evitar futuros problemas.

Em primeiro lugar, o sedentarismo é um fator que potencia o risco do aparecimento e agravamento das varizes. É recomendável a prática de exercício físico regular e, pelo facto de se tratar de um problema circulatório, a mudança de posição – passar muito tempo sentado ou de pé dificulta a circulação sanguínea. Manter as pernas numa posição elevada ao final do dia, aplicar jatos de água fria no banho e usar meias de descanso também são uma boa forma de prevenir o aparecimento das incómodas varizes.

Comentários recentes...